Facebook

P1040871

a história da ATLA

1985 – 1994
A ATLA surge em 1985, a partir da iniciativa de um grupo de voluntários e autarcas das Freguesias de Stº. Estêvão e S. Miguel, preocupados com a situação das crianças de Alfama. Esta dinâmica local, conjuga-se com a iniciativa do Instituto Superior de Psicologia Aplicada, recém instalado no bairro, ao promover um projecto de Intervenção/Investigação em Alfama, através do seu Departamento de Psicologia Educacional, em parceria com as Juntas de Freguesia Locais.

Da resposta a esta problemática, surge uma IPSS com um espaço de Animação Sócio-Educativa dirigido a crianças do 1º ciclo do ensino básico no seu tempo extra-escolar, com protocolo com a Stª. Casa da Misericórdia de Lisboa.

Com uma equipa inicial, constituída por uma animadora cultural, voluntários locais e estagiários de Psicologia Educacional, iniciam-se diversos projectos de enriquecimento pessoal, social e de desenvolvimento expressivo – expressão musical, dramática, plástica e poética. Incluem-se ainda, actividades prático-artesanais, conhecimento do património local e actividades culturais.

Este Centro de Animação de Tempos Livres, situado então em instalações cedidas pela Junta de Freguesia de Stº. Estêvão, nas águas furtadas do edifício da própria Junta, constitui-se também como eixo de um processo mais lato de Intervenção Sócio-Educativa Comunitária, dinâmica que irá marcar o percurso desta Associação entre 1985 e 1994  e  na qual se inserem:
– Acções de Formação na área da Animação Sócio-Educativa dirigidas aos técnicos e monitores das organizações locais;
– Acções dirigidas às Famílias das crianças que frequentavam o ATL;
– Acções de Animação Sócio-Cultural, centradas nas Festividades e no Património Local. Estes projectos mobilizaram Escolas, Jardins de Infância, ATL’s e Centros de Dia  das freguesias de Stº. Estêvão, S. Miguel, Sé, Santiago e S. Vicente;
– Acções que visavam a reflexão sobre as práticas de Animação Sócio-Educativa entre técnicos e entidades envolvidas nestas áreas.

Nesta vertente de Animação Sócio-Cultural, surgem assim diferentes Projectos, desenvolvidos ao longo do ano lectivo, em parceria com as Instituições Educativas locais e que integraram crianças, jovens, famílias e idosos:

Recreação da Viagem de Vasco da Gama para a Índia - ATLA copy
–  Visita a Óbidos, de comboio, com subida à Vila e sensibilização para os cuidados de limpeza e conservação desta localidade;
– Recreação da Viagem de Vasco da Gama para a Índia, com cortejo, encomendação das almas e viagem evocativa. Esta viagem concretizou-se através de  um passeio em Cacilheiro, com saída simbólica da barra e regresso ao cais.

– Estafeta/jogo das Águas de Alfama, com identificação das diferentes bicas e chafarizes do bairro. Realizaram-se jogos e dramatizações em torno de momentos históricos chave – aguada dos barcos; abastecimento de água às populações; águas termais e actividades da vida comercial.
– Recreação da Viagem de Vasco da Gama para a Índia (imagem)

Esta dinâmica de Intervenção Comunitária culmina com o 1º Encontro de Animação Sócio-Educativa Local “Diálogos de Vizinhança”, com a participação dos vários parceiros locais e investigadores a desenvolver as suas pesquisas em torno do tecido social de Alfama .

Este Encontro, surge como catalisador de um projecto mais amplo – O Projecto Integrado de Alfama (PIAF/PIA), envolvendo vários organismos – Stª. Casa da Misericórdia de Lisboa, Juntas de Freguesia, Escolas, Jardins de Infância, Centro de Saúde da Graça, Gabinete Técnico de Alfama.
Constitui-se assim uma rede de instituições sociais e educativas locais conjugando-se esforços e recursos, tendo por objectivo a realização e avaliação de actividades conjuntas, a resolução dos problemas identificados e a melhoria dos serviços prestados aos utentes.

. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

1995 – 2002
Com o decorrer dos anos a Associação cresceu e, seguindo os seus objectivos de base, muda-se em 1995 para novas instalações, mais amplas, cedidas pela C. M. Lisboa e pela Junta de Freguesia de S. Miguel no Beco de Stª. Helena, nº 9, porta esq., onde passa a dispor de várias salas e um espaço de jardim contíguo.
Para além do seu espaço sede, passa ainda a dinamizar o ATL da escola nº 4, em S. Vicente de Fora, em parceria com a Junta de Freguesia local, Escola e Associação de Pais.

ATL da escola nº 4 de Stª. Clara - ATLA

Centro de Animação de Tempos Livres, dá resposta a 65 crianças dos 6 aos 12 anos da escola nº 4 de Stª. Clara (imagem), mantendo o protocolo com a Stª. Casa da Misericórdia de Lisboa. Visa a Animação lúdica, expressiva e o apoio pedagógico no período extra-escolar.Assim de 1995 a 2002 a dinâmica da ATLA, desenvolve-se em torno de quatro sectores dirigidos a vários grupos etários, mas em particular, crianças e jovens:

-  Centro de Animação de Tempos Livres
– Centro de Animação e Inserção de Jovens na Vida Activa
– Centro de Recursos de Educação Ambiental
– Centro de Animação e Interpretação Patrimonial

Centro de Animação e Inserção de Jovens na vida Activa, surge através de uma UNIVA, apoiada pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional no sentido de fomentar o encaminhamento escolar e profissional dos jovens do bairro. Realizou formações referentes às técnicas de procura de emprego e fez divulgação junto dos jovens de diferentes áreas profissionais. Constitui-se ainda, como suporte formativo e de encaminhamento destes jovens para projectos de parceria e desenvolvimento comunitário, realizados pela ATLA.

Neste sentido, destacamos o Projecto de Educação para a Cidadania, desenvolvido com o Departamento de Higiene e Resíduos Sólidos da C.M. L. e Juntas de Freguesia locais. Traduziu-se na formação de jovens no âmbito da educação ambiental e acompanhamento de grupos de acção junto da comunidade de Alfama. Estes jovens fizeram a sensibilização da população para os aspectos sanitários e monitorizaram a implementação do projecto experimental de remoção de resíduos sólidos, que passa a ser feita através da deposição em sacos distribuídos à população. Este projecto ao final de cinco anos, é assumido pelos serviços técnicos da Câmara Municipal de Lisboa com as Juntas de Freguesia.

Projecto de Educação para a Cidadania - ATLA

No âmbito da protecção civil, salientamos a participação no Projecto “BALA” – Criação de Brigadas de Apoio Local de Alfama em parceria com os serviços de Protecção Civil, Juntas de Freguesia, Gabinete Local de Alfama e Colina do Castelo e Bombeiros de Sapadores. Realizaram-se acções de formação no sentido de sensibilizar a população do risco de incêndio e intervenção real num simulacro de incêndio.O Projecto de Colónias de Praia, foi desenvolvido em parceria com o Departamento de Educação e Juventude da C.M.L. e envolveu a formação e avaliação de jovens em animação de colónias de férias (praia) e acompanhamento de grupos de crianças dos jardins de infância da rede pública de Lisboa.

O Centro de Recursos de Educação Ambiental, desenvolveu a sua acção junto das Escolas do 1º ciclo e Jardins-de-infância de Lisboa, com incidência na área de abrangência de Alfama. O Projecto “Cinco Anos Cinco Bichos” realizou-se em parceria com o Programa Ciência Viva, IPAMB, IIE, ICN e visou a exploração em contexto formal (escola) e não-formal (ATLA) de problemáticas ambientais, nomeadamente as espécies ameaçadas.
Os cinco sub-projectos exploraram o conhecimento e as problemáticas ambientais de cinco bichos: cágado, lince, morcego, corvo e toupeira de água, tendo como mascote e personagem de ligação – a Gaivota Jeremias.

Projecto “Cinco Anos Cinco Bichos” -ATLA

Projecto “Cinco Anos Cinco Bichos” - o  corvo - ATLA

Este Centro de Recursos dinamizou ainda uma Ecoteca dirigida a crianças dos 5 aos 12 anos da comunidade local em parceria com o Departamento de Acção Social da C.M.L. e Juntas de Freguesia locais. Visou a exploração do espaço de jardim, a partir de actividades lúdicas, expressivas e de exploração pedagógica em torno de problemáticas ambientais.

 O Centro de Animação e Interpretação Patrimonial, promoveu o projecto de visitas guiadas em Alfama, desenvolvido junto de jovens de 2º e 3º ciclo, em parceria com a Associação de Património e População de Alfama (APPA). Desenvolveu ainda, percursos experimentais de interpretação patrimonial com crianças do 1º ciclo.


. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

2003

Em 2003 a Associação reformula alguns dos anteriores sectores, concentrando a sua actividade em torno seguintes áreas:

- Animação Lúdica e Pedagógica

- Apoio à Família e Comunidade

- Formação e Acção Cultural

Dinamiza  o projecto Centro Lúdico “Casa dos Arcos”, dirigido a crianças dos 5 aos 12 anos, da comunidade de Alfama, com apoio do Departamento de Acção Social da Câmara Municipal de Lisboa e Juntas de Freguesia de S. Miguel e Stº. Estêvão.

No que se refere à intervenção social junto da população, é criado o Centro de Apoio à Família e Comunidade, com um gabinete de atendimento e acompanhamento de utentes, no âmbito de problemáticas psicossociais.

Desenvolveram-se ainda os projectos “Memórias de Alfama” e “Compreender e saber estar com o idoso”, direccionados para a população mais velha e para grupos populacionais, não activos do ponto de vista laboral.

A ATLA, procurou desta forma dar uma resposta às problemáticas sociais que se evidenciavam como prioridade, ou seja, a das crianças e jovens com dificuldades de integração e de aprendizagem e a precariedade social e económica dos idosos e da população que se traduz em isolamento e fragilização do tecido social.

Na sequência da acção desenvolvida pela Associação nas áreas da educação, animação cultural e intervenção social, surge ainda em 2005, o Centro de Formação e Acção Cultural, concretizando uma oferta de formação através da realização de workshops e pequenos cursos de formação nas áreas referidas anteriormente, bem como a dinamização de eventos e iniciativas de âmbito cultural dirigidas à população em geral.

No quadro da sua acção de animação sócio-educativo, o Centro de Animação Lúdica e Pedagógica funciona desde então, com um ATL, com cerca de 60 crianças, incluíndo as crianças de 1º ciclo da escolaridade nos seus tempos livres, prolongamento de jardim de infância e actividades dirigidas ao 2º ciclo. Conta com protocolo do Centro Regional da Segurança Social e apoio do Departamento de Educação da Câmara Municipal de Lisboa e Junta de Freguesia de S. Vicente, para o funcionamento do ATL.

 . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

2012

Em 2012 são eleitos novos corpos gerentes e recomeça um novo ciclo, com novas visões, propostas e iniciativas para a Associação, que esperamos em breve poder trazer mais estórias à história da ATLA.

 

 

 

 

 

 

 

CyberChimps